Fruto Proibido




Fruto Proibido

Aqui neste quarto, nosso quarto.

A espera de você chegar, essa espera é torturante!

Entre nossos lençóis, nosso cheiro. Cheiro esse que exala luxuria pelo ar.

Nua estou, em chamas a buscar-te com minhas mãos e pernas

Abro-me, desabrochando feito flor

Flor essa que exala aroma e mel

Que escorre lentamente das minhas pernas

Ao tocar-me, estimular, instigar, ofereço a ti

Feito manjar dos Deuses

Fruta proibida, pronta para ser degustada

Em brasas estou em nossa cama.

Ardendo a tua espera

Molhando lençóis

Entre pernas abertas, mãos, desejo, escorrendo mel e prazer!

Ardendo pra você!

Na espera que me tomes, me dome e me beba!

Matando sua sede em minhas águas prazerosas e virtuosas!





Comentários

Flor de Azeviche disse…
Uaaaaaaaaauu, Señorita!
Sem palavras =)

Beijoos
Magrao67 disse…
afff.
como diz na tv
êêê lá em casa!!
Enzot disse…
Belo texto.
Com certeza extraído diretamente do desejo da autora.
Ponto G disse…
Ai ai...
Acho que eu não ME descreveria melhor nesse momento, depois que eu li isso tudo!
Perfeito!